Projeto Com Licença

Oi gente tudo bem...
Já ouviram falar do projeto Com Licença?




Essa semana recebi um e-mail da Júlia me informando desse projeto
E amei conhecer
Vim compartilhar aqui com vocês...

Com Licença

É um documentário (70 minutos) que tem como objetivo investigar os dilemas diários da vida envolvendo Maternidade e Carreira, sob diversos pontos de vista, através do olhar de profissionais, mães, pais, empresas e organizações. Hoje é um fato o espaço de conquista cada vez maior da mulher no mundo (masculino) do trabalho. Inconstestável. Mas quando ela fecha a porta de casa e sai pra esse mundo do trabalho, como fica a casa? E os filhos? Quando nasce um filho, diversas peças de um mesmo quebra-cabeça precisam se mexer. É preciso criar um espaço antes inexistente, tanto na vida do casal, quanto na dos pais solteiros. Na vida daquela família, dos vizinhos, na vida de amigos e dos parceiros de trabalho, na do governo, e por fim, na vida de uma sociedade. Logo: não, esse não é um filme apenas para quem tem filhos. É, sim, um filme sobre todos nós.


Por que o documentário?


Muito antes da minha primeira filha nascer, talvez meu instinto me fizesse prestar bastante atenção às mulheres que tinham filhos ao meu redor. Via muitas delas se dedicando desenfreadamente ao trabalho, se desdobrando em mil pra atender a todas as demandas: chegar a tempo no trabalho, gerenciar o dia a dia do filho à distância, produzir, levar ao médico, e ainda, ser mulher de vez em quando. Sempre procurei evitar o julgamento. Eu só olhava e pensava: “algo me parece muito desequilibrado... Quando chegar a minha hora quero ter, pelo menos, opções.” De lá pra cá, fui guinando minha vida profissional pra alguma coisa que pudesse me dar mais flexibilidade. Sei que muitas mulheres não têm essa opção. Natural... O ser humano se torna muito mais sensível a qualquer assunto depois de o viver na pele. E é justamente a gravidez e o nascimento do filho que faz muitas mulheres repensarem tudo, rever prioridades e visões de mundo. Decidi transformar aquele meu primeiro sentimento lá de trás, em algo maior, algo que pudesse realmente fazer as pessoas pensarem e refletirem, e com isso fazer dessa uma discussão social em larga escala. Em prol delas, em prol dos filhos, e em prol daquela tal sociedade a que me referi no 2º parágrafo: sociedade como quebra-cabeça completo. Não, esse não é um problema apenas de quem quer ter filhos. Precisamos compreender a importância desse momento: a chegada de um novo ser humano ao mundo. Precisamos (re)conhecer a importância dos primeiros anos de vida, tão fundamentais na construção emocional. Pois, se no fim das contas, é a habilidade emocional que nos torna capazes de estabelecer melhores relações de trabalho e sociais... Como construir um ser humano emocionalmente estruturado para manter estas relações de maneira sustentável? Não, esse não é um problema apenas de quem tem filhos. A falta de informação, de sensibilidade e a manutenção (ainda) de valores tradicionais nos trouxeram a um cenário difícil hoje em dia: “É assim mesmo, já já você se acostuma.” Não, não devemos nos acostumar. O mundo nunca evolui quando nos acostumamos.

Um pouquinho sobre nós

Bia Siqueira
Nascida e criada numa família de músicos, se formou e iniciou sua carreira em Arquitetura. Insatisfeita, decidiu investir na sua veia mais comercial e foi para sua segunda graduação: Administracao e Marketing.E após trabalhar em grandes empresas como Coca Cola e Red Bull, descobriu sua vocação e optou pela felicidade, para se dedicar exclusivamente em 2008 ao seu maior projeto: a umpraum.  A umpraum nasceu durante a faculdade, quando uma grande amiga ia se casar. Uma empresa que já transformou mais de 50 histórias de vidas em documentários pessoais. “A umpraum é a nossa primeira filha”.Agora, mãe de Bel e Maria, nasce mais um filho especial: o Com Licença, fruto semeado da própria experiência e troca com tantas mães, que deixou gritante a necessidade de melhorar a relação entre Maternidade e Carreira nos dias de hoje.
Gui Abrunhosa
Estudou Comunicação Social na Escola de Comunicação da UFRJ, e formou-se em Marketing pelo Instituto COPPEAD de Administração. Desde cedo percebeu o desejo de empreender. Depois de trabalhar no marketing de empresas como Globosat e L’Oréal Brasil, se realizou com a umpraum, uma produtora para contar histórias de vida, e fazer do documentário um produto acessível a qualquer pessoa. Marido da Bia e agora, pai de Bel e Maria, nasce mais um filho especial: o Com Licença, fruto semeado da vivência pessoal como pai, e da observação de tantos dilemas que deixou gritante a necessidade de melhorar a relação entre Maternidade e Carreira nos dias de hoje.


Vejam um pouco do projeto:


Conheçam mais um pouco

É isso gente, vamos aderir esse projeto
Você pode ajudar também divulgando esse projeto
Nós mamães e papais precisamos de mais tempo com os nosso bebês com certeza
Temos que ser mais valorizadas...




Bjinhos...
Comentários
24 Comentários

24 comentários:

  1. Tenho duas meninas e quando estava grávida da primeira achava que já estava totalmente pronta para ser mãe e depois na prática vi que não era bem assim!não é tão simples educar e estruturar os filhos,ainda mais nos dias de hoje.
    Adorei o post e seguindo seu cantinho :)
    Bjim
    http://vitaminafeminina.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei o projeto ..precisamos mesmo de mais tempos com nossos bebÊs a vida é tão corrida e ao mesmo tempo passa tão rápido .
    beijos
    onossonude.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Super projeto.Tempo para eles sempre devemos ter, e tornar eles ainda mais especiais é super. BJs
    Vivi e Isaac

    ResponderExcluir
  4. Adorei o projeto ...

    Bjs Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Amei o projeto.
    Já virei fã.
    Bjs!!!
    pordosolblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Amei o projeto
    Beijos
    http://segredosdacahlima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Bem legal o projeto, adorei conhecer!
    Beijos!
    islary34.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Adorei o projeto. Interessantíssimo.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista

    ResponderExcluir
  9. amiga eu vi sim amei
    ótimo, com documentário muito importante pra nós
    conhecermos nossos direitos

    Linda Noite
    beijokas da Nanda

    Sendo a mãe da Isa e da Gabi
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
  10. Muito bom esse projeto.
    Bjus

    Geri Ferreira
    http://geriencantodemenina.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Recebi esse e-mail também e achei muito interessante.

    beijos

    ResponderExcluir
  12. Que bacana, não conhecia!
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Super legal esse projeto,ainda não conhecia. Beijos

    ResponderExcluir
  14. Achei muito legal e super importante.
    Afinal de contas, muita coisa muda com um filho
    na verdade nossa vida nunca mais é mesma,
    ao mesmo tempo que é uma experiência incrível, também é um abrir de mão constante
    por parte dos pais, sem falar da educação que vem desde bem pequeno.
    Projeto super necessário.
    Beijos
    http://sofiamodaemake.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Que legal esse projeto, bem interessante para as mamães.
    Bjus
    Jaque

    www.quebreiaregra.com.br

    ResponderExcluir
  16. que legal esse projeto, é interessante não somente para mães como para futuras mamaes.
    parabens pelo projeto
    bj

    ResponderExcluir
  17. Admiro muitoooo as corajosas mamães dessa era!! Com o mundo tá tão virado de cabeça para baixo que ser mãe hoje é uma responsabilidade tamanha. Temos que ter total controle da situação atenção e cuidado e ao mesmo tempo ser a empregada perfeita da empresa e a esposa perfeita para o marido!! Ah e é claro arrumar tempo para nós mesmas!! Ai gente já cansei só de pensar!! rsrsrs

    adorei o projeto ...digno de reflexão!!

    Bjão,
    Pri
    pareinos25.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Adorei o projeto, obrigada por compartilhar!
    Beijos!
    www.mahmaquiagens.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Quando tive meu primeiro filho ele ficava com o pai de dia e eu ia trabalhar,afinal foi fácil porque ele não quis mamar no peito,mas saía chorando todas as vezes,agora na minha segunda gravidez,minha pequena mama e então depois de ter perdido uma boa parte do crescimento do meu filho ,resolvi que era hora de dar um tempo na vida profissional e dar total atenção aos meus filhos,afinal,profissão posso seguir depois,o crescimento dos meus filhos,cada conquista dos meus pequenos agora é uma vez só,depois não poderei mais voltar no tempo.Então estou a dois anos em casa com eles e vou ficar mais esse.O projeto é interessante.
    bjs

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Sejam todos bem vindos!
Deixe seu comentário ele é o que alimenta meu cantinho :)
Vou ler com carinho e responder com alegrias
Bjinhos a todos

Leteia Bispo